Monster Hunter World | Confira nosso Preview da expansão Iceborne

A estrada até agora…

Eduardo Andrade
14/08/2019 14h36

A Capcom fez o incrível convite para o Sharkiando participar de uma sessão de jogatina de Monster Hunter World Iceborne, a massiva DLC que está chegando.

Porém, para participar dessa jogatina, tínhamos a incrível missão de terminar o jogo base em uma semana. Eu jogo no Xbox One e esse teste aconteceu no PlayStation 4.

Uma semana, muito rush e horas acordado nos colocou nesse incrível evento.


Monster Hunter World Iceborne

Após desvendar os mistérios do Elder Cross, que estava trazendo Elder Dragons para no novo mundo, Astera vivia em paz. Tudo em balanço e de boa.

Mas como não se pode ter paz por muito tempo, as Legianas começam a apresentar um estranho comportamento: dezenas parecem migrar de um ponto diferente do Novo Mundo para um lugar que nenhum Hunter jamais chegou.

Nossa queria Handler nos acompanha e nos ajuda a resolver esse mistério e verificar o que está ocorrendo. Chegando ao Mundo Gelado, instalamos nossa base em Selina e começamos a trabalhar no misterioso acontecimento. Hoarfrost Reach é onde vamos explorar e caçar.

Ok, chega de história, né?

Novidades de Iceborne


Armas.

Iceborne chega com muita novidade e nem todas são mapas e monstros. As armas receberam gameplay novo e todas têm novidades. Até o momento testei três armas diferentes e trago a vocês minhas percepções sobre as mudanças.

Mas antes vale lembrar que uma grande mudança no gameplay é o Clutch Claw, uma garra que você tem equipada no braço e funciona como um Grappling Hook. Você pode grudar no monstro e fazer diferentes ataques com essa novidade.

Hammer

Uma das minhas armas favoritas está ainda mais incrível e graças à novidade do Clutch Claw. Agora é possível cortar algumas animações com a CC (Clutch Claw) e continuar com ataques. Com o  segundo nível da carregada com a Hammer, aquele que você bate de baixo para cima e tem um poder para acertar cabeças, é possível soltar a CC logo após o ataque e assim cortar aquele lag que você fica após realizar um ataque pesado. Depois disso você pode continuar o ataque, já que vai estar grudado no monstro.

Outro grande ataque que tem uma mudança muito boa é o ataque de montaria da Hammer. Quando você carrega e vai em direção a uma descida no mapa, o personagem desliza e em seguida, pula para frente rodando a marreta. Quando você vai no chão, o personagem fica com um lag, lembra? Agora é possível cortar esse lag com o CC e você continua esse ataque giratório até grudar no monstro e depois emendar com um ataque poderoso!

Em geral você consegue deixar a movimentação mais fluida e essa poderosa arma fica ainda mais rápida.

Insect Glaive

Minha queridinha da montaria teve um upgrade. Agora é possível fazer o inseto "consumir" a sua munição do Sling e deixar com um belo upgrade no inseto.

A coleta de essências para a Glaive também ficou mais fácil: após consumir a munição, você pode coletar duas essências e deixar armazenadas no inseto antes de chamar de volta.

Quando você gruda em um monstro com a CC, o ataque comum faz cair uma munição de sling do monstro, o que ajuda muito para fazer o inseto mais forte. Além disso, temos um novo ataque aéreo que você pode marcar onde quer que o inseto continue atacando.

Em geral, jogar safe com a Glaive ficou ainda mais fácil e estou aproveitando bastante.

Charge Blade

Por fim uma das armas mais difícil de usar, na minha opinião. Claro que ainda não estou mestre na Charge Blade, mas já estou usando bastante.

A Charge Blade ganhou um novo modo para usar. O Machado fica girando e seus frascos viram uma espécie de contagem regressiva.

Todos os ataques dão múltiplos hits e o ataque final que gasta todos os frascos ficou ainda mais poderoso.

Todas as armas ganharam novidades, mas eu só consegui testar essas até o momento.

As armaduras também chegam muito bem em Iceborne. Você consegue boas skills sem precisar misturar Sets. Eu mesmo estou avançando bem somente com um set de Beltodos.

Novos e antigos lado a lado

Claro que não poderia deixar de falar dos monstros da expansão. Iceborne chega com bastante novidades: subespécies foram anunciadas, novos monstros chegaram e claro, temos alguns que retornaram.

Logo de cara temos a oportunidade de enfrentar o Beltodos, uma mistura de Lavasioth com tubarão que vai te dar uma incrível dor de cabeça. A minha primeira armadura foi desse monstro, então enfrentei bastante ele.

Já em seguida temos o Banbaro, um monstro novo que tem um HP incrível e um fôlego para arrastar pedras sem igual. Uma batalha difícil, já que o fôlego desse novo monstro só não supera seu life.

Tive a oportunidade de enfrentar algumas subespécies anunciadas. Confesso que estou decepcionado com o Pukey. Apesar de ser um monstro totalmente diferente do seu original por causa da movimentação, ele ficou muito fácil.

Já a subespécie de Tobi Kadashi é assustadora e sem dúvida nenhuma o que me deu mais trabalho até o momento. Uma movimentação difícil de acostumar e ataques a distância que causam poison! Esse aqui me fez gastar mais antídoto do que enfrentar uma Rathian.

Por fim, temos o incrível Barioth voltando. E não vou mentir, fui de Hammer para arrancar aqueles dentes na pancada. Foi uma caçada complicada, estava desacostumado com os pulos desse monstro e vira e mexe estava com o HP crítico por causa de pancada simples.

Os tornados de gelo do Barioth são um problema em MHWI, e ele sabe bem como te atrapalhar com esse ataque que geralmente me deixava ilhado.

E tudo isso só no começo do jogo…

Capcom, eu te amo!

GeraLinks - Agregador de links

Veja também