E3 2018 - Nintendo

Super Smash Bros Ultimate e Pokémon Let's Go

Eduardo Andrade
05/07/2018 15h01

Nesse ano a Nintendo não tinha muitos jogos exclusivos para o Switch, sua participação na E3 se baseou em dois jogos e ambos já haviam sido anunciados.

Pokémon Let's Go

Mesmo com todo o mimimi ao redor do novo jogo, confesso que, fiquei empolgado. Não sei dizer se é por causa da saudade de Kanto ou porque gosto muito do Pokémon Go.

Comecei o jogo na floresta de Veridian com o time completo Pikachu, Bulbasaur, Squirtle, Charmander, Onix e um Eevee. Ainda na floresta, passamos por algumas batalhas com treinadores e para capturar Pokémon selvagem. Todo o jogo é controlado com a Poké Ball Plus.

A captura de Pokémon selvagem realmente é igual a do Pokémon Go e como estava jogando com a Poké Ball Plus, parecia realmente que estava capturando um Pokémon.

Perguntei sobre o uso de bolas curvas igual ao Go, mas infelizmente, o pessoal não tinha muita informação. Assim como em Pokémon Sun & Moon a captura de Pokémon selvagem dá XP, então é possível subir de level mesmo sem entrar nas batalhas com os treinadores.

Uma novidade, agora é que possível encontrar Pokémon selvagem mesmo fora da grama, eles andam ou voam pelo mapa. Basta capturá-lo sendo comum encontrar a tela cheia de Pokémon.

A batalha com treinadores continua a mesma e o que temos de novo são as animações. Você é acompanhado pelo Pikachu no ombro e guiado pelo segundo da sua equipe. Não podia acessar o menu para trocar a ordem dos Pokés, mas deixei o meu Pikachu desmaiar para ver os outros entrando na batalha.

Ao iniciar a batalha, estando o Pikachu em primeiro, ele corre pelo braço do personagem principal e pula na batalha. Ao acabar o HP ele não desmaia simplesmente, ele volta para o ombro, já que normalmente os demais saem da Poké Ball. O CP de Pokémon Go está presente, mas sinceramente não muda em nada, pois os Pokés tem level.

Todo jogo pode ser controlado com a Poké Ball Plus. Para abrir a Poké Ball basta acionar um analógico que quando pressionado funciona como o A e na parte vermelha da Xxxxx temos o botão B. Joguei duas vezes a demo e me pareceu um pouco desconfortável mas eu entendo que ela foi feita para mãos menores e isso que acabou me incomodando.

Eu já queria muito Pokémon Let's Go e, depois de jogar tenho ainda mais certeza. Quero testar o multiplayer.

Super Smash Bros Ultimate

Apesar de não ser muito bom em jogos de luta, Smash é um caso a parte. Quando comecei a jogar no Nintendo 64 foi amor à primeira vista. Colocar os principais personagens da Nintendo em uma arena foi uma ótima ideia.

Diferente dos outros, com o Smash me adaptei bem e aprendi a jogar, sempre procurando novos desafios. No Melee eu já não jogava tão bem, mas mesmo assim, sempre participei de campeonatos. Até mesmo quando saiu para o Wii U viajei até o país vizinho, Paraguai, para comprar.

Tudo isso para explicar que, Smash é um jogo importante para mim e desde o começo do ano já falava com amigos que queria jogar no evento. Então, nada mais justo ele ser o primeiro jogo da E3. E com a ajuda de um novo amigo, consegui essa façanha.

Valeu Jean!

A demo disponível era For Fun, ou seja, com itens e telas normais. Ainda assim, gostei de testar o novo personagem, Ridley, que apesar de grande tem uma boa movimentação e alguns Smash Attacks devastadores.

Mesmo com os compromissos agendados na E3, sempre que dava, voltava no Booth da Nintendo para jogar, em especial com um cara que fazia parte do Booth da Nintendo e era jogador competitivo de Smash.

Testei todos os personagens, além de, Wavedash e L cancel. O primeiro não consegui fazer e me informaram que já tem. Já o L cancel está presente, sendo muito bem utilizável com o Ridley.

Snake está de volta, feita as correção de alguns bugs ainda está bem legal. Não consegui fazer os chain grab com os Ice Climbers. Parece que todos os personagens que retornam da Brawl receberam as devidas correções e alguns continuam roubado como sempre.

Os combos de agarrão do Mario, só faz termos um sentimento: raiva.

Smash está com uma nova velocidade, nada muito rápido igual a Melee, mas no jogo percebemos que está mais veloz que o anterior. Em geral, tem muitas mudanças, uma mistura boa de todos os anteriores. No primeiro dia saí com a impressão de ser um Smash requentado, já no último dia e com algumas horas de jogo, posso afirmar que é um novo.

Acredito que esse será o novo competitivo de Smash Bros, mesmo que, ainda não substitua o Melee.

Testamos outros jogos, como o Starlink e o Fifa 19, mas esses vocês encontram nesse link: Ubisoft e EA.

GeraLinks - Agregador de links

Veja também

E3 2018 - Capcom

Resident Evil 2, Mega Man 11 e Monster Hunter Generations Ultimate