3DSMobilePCPS3PS4VitaWii UXbox 360Xbox OneNINTENDOXBOXBATTLEFIELDMARIOWIIUPRIMEIRA PESSOASMASH BROSYOUTUBEFLIPERAMATORNEIOONLINEHISTóRIASPUCONMIIPOP CULTUREMATTELHOT WHEELSCHILEKING OF FIGHTER 97PC GAMER


Diário de Gamer #Chile

Em viagem recente ao chile tive a oportunidade de mergulhar na cultura local e também observar como seria minha vida de gamer nesse lindo país

31/07/2015 15h19

A primeira informação que qualquer um busca é a diferença de valores entre os países e percebi que o problema de valores influenciados pelo dólar não é apenas um problema de nós brasileiro e sim um problema de quem compra tecnologia em países do terceiro mundo, logo percebi que os valores são menores que os nossos, como já é de se esperar, pois o Brasil ainda tem a maior taxa tributaria em tecnologia, mas não é tão mais abaixo ao ponto de alegrar, então nesse ponto não posso falar que temos um vencedor, ou que valeria a pena comprar esses produtos por lá para trazer para o Brasil.

Com relação a pontos de vendas, percebi que em grandes lojas sempre tinham um quiosque ou alguma propaganda sobre o tema, também vi alguns consoles expostos, mas em apenas uma loja percebi jogos para degustação, e não sei se por conta da copa América ter sido lá e ainda estarem eufóricos por terem sido campeão, mas das quatro televisões que estavam lá, todas estavam com jogos de futebol. Percebi que dificilmente alguém estava olhando ou interessado, apenas algumas crianças e no máximo crianças com seus pais se arriscavam em testar esses jogos.

Falando em peças ou PC gamer montados não achei muita diversidade, nas principais ruas de comercio achei algumas lojas pequenas que vendia peças, mas nada gamer, mas achei uma loja especializada onde encontrei lançamentos em placas de vídeo e o necessário para montar um bom PC gamer, os preços na conversão estava bem parecidos com o Brasil, então nesse quesito estamos bem parecidos, porem no final da montagem talvez tivéssemos um preço melhor no PC chileno.

Não localizei nenhum fliperama em Santiago pelo menos não nas principais avenidas, porem em uma cidade ao Sul do chile chamada Pucon, achei um modesto fliperama onde me deparei com uma raridade que me trouxe boas lembranças que foi uma máquina de king of fighter 97, gastei muito tempo nessa máquina na época. O preço da ficha era 100 pesos chilenos o que dava menos de 1 real. Nesse fliperama tinha apenas essa máquina o resto era caça níquel, pois aparentemente são mais rentáveis.

Minha conclusão sobre esse tema é que o chileno tem uma vida game ativa, porem bem mais tímida que a nossa, nós brasileiros temos uma vida bem mais dura com relação a valores, mas ganhamos na paixão, temos uma história que foi construída nos fliperamas e passou pelos consoles clássicos até hoje com a ultima geração.Tudo é cultural e até entendo os chilenos, pois não é nada fácil competir com tantos atrativos naturais que o país oferece.

GeraLinks - Agregador de links

Veja também

Diário de Gamer #Chile

Em viagem recente ao chile tive a oportunidade de mergulhar na cultura local e também observar como seria minha vida de gamer nesse lindo país

Parceiros

Monster Hunter World BrasilArena GamerFacebookYouTube