3DSMobilePCPS3PS4VitaWii UXbox 360Xbox OneNINTENDOXBOXBATTLEFIELDWIIUMARIOPRIMEIRA PESSOAYOUTUBESMASH BROSTORNEIOFLIPERAMAHISTóRIASPUCONONLINEMIIPOP CULTUREMATTELHOT WHEELSCHILEKING OF FIGHTER 97PC GAMER


Análise | Digimon World: Next Order

Paciência e tempo é essencial pra cuidar do seu Digimon

Wagner Alves
19/05/2017 07h00


    Meu último contato com Digimon nos games foi com o Digimon World e Digimon Rumble Arena, o primeiro foi o jogo original do game desta análise e o segundo é um Smash Bros dos Digimons, ambos no PlayStation 1. 

    Depois de anos Digimon World volta a minha vida de gamer, mas mais maduro e evoluído, assim como eu,  para minha surpresa "Next Order" é muito parecido ao seu originário, trazendo de volta bastante coisa que vimos e curtimos no original. Mas nem tudo são flores, temos alguns problemas chatinhos e que para alguns pode ser até inaceitável pra um jogo de "nova geração". 

    Vale lembrar que Digimon World Next Order é um Remaster/remake do jogo de PS Vita, a versão jogada nesta análise foi a de PS4, mas vou deixar o vídeo de comparação das duas versões:

História

    Começamos essa aventura escolhendo um digi-escolhido, Takuto (masculino) ou Shiki (feminino), eu escolhi a menina por que curti muito o design dela, após a escolha somos levado ao DigiMundo onde encontramos os dois Digimons que nos acompanharão até o final da aventura e em última forma, Wargreymon e Metalgarurumon, passamos assim por Tutorial enfrentando Machinedramon, passado o tutorial os dois parceiros da batalha acabem "reiniciando" e permitindo ao jogador selecionar os DigiOvos de sua escolha.



    A partir daí a aventura começa e você tem a missão de descobrir o que está por trás da aparição do Machinedramon e ajudar o Jijimon a reconstruir Floatia, trazendo de volta alguns Digimons como se fossem missões secundárias. O bacana é que já de início você tem liberdade total no mapa, podendo ir pra onde quiser, mas basta apenas alguns minutos pra você ver que para alguns caminhos é necessário que seu Digimon esteja num nível adequado. A premissa da história é básica, rasa e se dependesse apenas dela você provavelmente não iria esticar sua jogatina nele.

Gráficos

    Não é o melhor da geração atual, mas não foi nada que me incomodasse ou me desestimulasse a jogar, mas muitos desses jogadores leite com pera irão se incomodar e muito. Mas fora a qualidade dos gráficos em si, o visual é muito fiel, podemos dizer que temos Digimons de todas as temporadas do anime e muito bem representados.

Gameplay

    Entramos na parte principal e conflitante, pois achei o gameplay bem intuitivo, porém ele brinca com a sua paciência, a parte não intuitiva até poderia ser resolvida rapidamente, mas os tutoriais presentes no game são bem confusos. 

    Next Order foca na sua relação com seus dois monstrinhos, você deve cuidar, alimentar, treinar, discipliná-los e até levá-los ao banheiro, tal como um bichinho virtual, você gastará horas treinando seu monstrinho, que evoluirá de acordo com seu tratamento. 

    Esse treinamento é um ciclo (sem fim), pois seu Digimon depois de alguns dias na última ou penúltima forma reinicia, voltando ao ovo e reiniciando todo o treinamento, isso tem o lado bom, pois você sempre poderá fazer novas combinações e seguir outras formas evolutivas, no menu você tem acesso a uma linha evolutiva, que vai liberando os status corretos das evoluções conforme você joga com determinado Digimon, mas tem também seu lado ruim, se você é um cara sem paciência que queira se focar apenas na historia e seguir direto com aquelas evoluções com apenas um treinamento, se frustará, pois esse ciclo é necessário. 

    Dentro da cidade principal do jogo, Floatia, temos acesso a uma academia, onde você treina para melhorar o HP, MP, Força, Velocidade, Inteligência e "Defesa". Conforme você avança você poderá dar upgrade na academia e nos treinamentos individuais, assim os status poderão aumentar mais com menos treinamento.


    

    Reforçando a parte de que sempre haverá uma reinicialização na cadeia evolutiva do seu Digimon, esse é um ponto forte do game junto com sua gama de monstrinho, pois se você acabou seguindo por um lado que não gostou poderá corrigir, e esse sistema é viciante quando se vê já se perdeu horas no processo, há também alguns itens no jogo que se usados já te levam a determinada forma de algum monstrinho. Outro ponto a se ressaltar, você não tem apenas a opção de monstrinhos do bem, a variedade abrange também o lado mal, te dando muito mais opções.


 

    Essa parte do treinamento a única coisa exigida é paciência, tá, mas e as batalhas? Bom as batalhas no game não são empolgantes e você fica na dependência da inteligência artificial, por mais que no meio da batalha você tenha alguns comandos, eles são bem básicos e se resumem a dar ordens, que é de alguns ataques, se defender, especial ou a digifusão, há ate uma certa estratégia nisso, pois devesse levar em consideração a posição que seu Digimon está na hora de dar um comando, para não dar um ataque no "nada", no mais os Digimons lutam por conta, quase uma "rinha de galo" e após alguma horas isso se torna massante, por isso é importante treinar, pois é a única coisa que garante a batalha é o nível dos status do seu Digimon.


    

    

    Conforme você avança no treinamento, não é só os Digimons que evoluem, no jogo o Digiescolhido tem sua própria gama de habilidades, que impactam diretamente no treinamento e nas batalhas.

 

Veredito

    Digimon World Next Order é bem peculiar e restrito, não basta apenas ser fã da franquia, embora isso pese muito, o foco do game é o relacionamento, e de uma forma bem direta: treine, lute, dê comida, lute, leve ao banheiro, durma, lute, evolua, morra, repita todo o ciclo até alcançar status maiores e assim vá avançando na história. O Jogo utiliza a franquia no melhor estilo do "bichinho virtual" (Tamagochi), assim como no primeiro game, é uma tarefa viciante porém árdua ao longo do jogo e você passará horas para evoluir na história que não é tão apelativa.

    A vasta gama de Digimons agradará muito os fãs, pois até aquele Digimon que só você lembra, tem aqui. Mas caso você não seja um fã da franquia esse jogo não tem muitas coisas a lhe oferecer pra ficar atá o final.        Se você é fã do primeiro game, reviverá em Next Order a experiência lá da primeira aventura, atualizada, mas nem tão evoluída.

    A sensação de nostalgia é um dos, se não o maior ponto de acerto do jogo, junto ao divertido sistema de relacionamento/treinamento que é altamente viciante.

    Então se você jogou a versão de PS1 (e gostou) e é fã da franquia, você precisa jogar Next Order. Se você é apenas fã da Franquia, esse jogo merece toda sua atenção, mas saiba que precisará muito de sua paciência para jogá-lo. Agora se você não se encaixa em nenhuma das alternativas anteriores, eu não tenho nenhum motivo ou ponto a lhe apresentar no qual deva se dedicar a esse jogo.

Prós

  • Nostalgia e saudosismo.
  • Treinamento viciante.
  • Visual e Digimons fiéis a franquia.
  • Gama muito grande de Digimons e sua evoluções.

Contras

  • Enredo pobre e raso.
  • Diálogos não empolgam.
  • Tutoriais confusos.
  • Público alvo muito, mas muito específico.

GeraLinks - Agregador de links

Veja também

Parceiros

Monster Hunter World BrasilArena GamerFacebookYouTube