3DSMobilePCPS3PS4VitaWii UXbox 360Xbox OneNINTENDOXBOXBATTLEFIELDMARIOWIIUPRIMEIRA PESSOAONLINESMASH BROSYOUTUBEPC GAMERFLIPERAMATORNEIOHISTóRIASMIIPOP CULTUREMATTELHOT WHEELSCHILEKING OF FIGHTER 97PUCON

Análise



Analise: Fairy Fencer F: Advent Dark Force Nintendo Switch

Mais um ótimo RPG no hibrido da Nintendo

Eduardo Andrade
05/02/2019 11h30

Primeiro vamos as comparações. Aquele sisteminha básico onde você compara um jogo com outro, para se localizar.

Bom, FFF (Fairy Fencer F) me lembra muito Star Ocean. Com aquele estilo de RPG de turno mais ação ao mesmo tempo. Com movimentação no campo de batalha e inimigos visíveis.

História

Um RPG que mistura magia, fada e espadas. Dois deuses resolvem sair na porrada. O deus mal e o deus bom. Nessa briga os dois são aprisionados e fim da treta. Mas o rumor que circula é que o selo pode ser quebrado, basta você coletar as Furies que são armas com poderes das fadas e libertar um dos deuses. Quando isso ocorrer, pode se fazer um pedido e seu sonho será realizado.

Boa parte dos personagens querem a paz mundial, enquanto uma organização do mal quer dominar o mundo.

Você começa com Fang, um herói preguiçoso e que só pensa em comida, mas durante o jogo você pode alterar e andar livremente com qualquer personagem de sua equipe.

Fang encontra uma espada em uma pedra e ouve a história de quem retirar a espada terá seu desejo realizado. Fang vai e retira a espada à procura de comida e descobre que na verdade tem uma fada na espada e que ela não irá conceder nenhum desejo.

O ponto mais forte do jogo é o humor. Fang e o resto da equipe acaba ficando muito engraçado e muitas vezes as piadas tem duplo sentido. O jogo tem muitos diálogos e o que deixa mais legal são as side quests.

Era sobre a Fairy Ball na verdade.

Gameplay

Apesar de parecer um jogo simples, FFF tem uma mecânica bem complicada e com muita coisa para entender, por exemplo, o atributo da fada que te acompanha até o ataque que você vai usar.

Como o jogo é bem grande, as vezes fica um pouco frustante, já que você pode jogar por horas e evoluir bem pouco. O que não ajuda também no jogo são as descrições das quests. Algumas vezes você ficará na mão, pois não é muito bem explicado o quê fazer..

Como já mencionei antes, FFF é um RPG de turno bem parecido com Star Ocean, só que sem aquele lance de combo. Cada personagem tem seu turno e não influencia no próximo turno. O modo de batalha é bem legal e vicia muito rápido.

Durante a batalha você acumula um barra que seria como um limite break, quando essa barra está cheia você poderá fundir seu personagem com a arma, o Fairylize aumenta o seu poder e te possibilita soltar um movimento especial bem forte.

Fang após usar o Fairylize

Veredito

Fairy Fencer F: Advent Dark Force é daqueles jogos que, quando você quiser jogar é bom ter muito tempo. Para variar um pouco esse jogo é remaster de PS3, eu não joguei a versão de PS3, então não sei muito das diferenças. Pelo que andei lendo, tem  muita coisa a mais e vale a pena re-jogar por causa desse conteúdo.

 

Prós

  • O humor presente no jogo é realmente algo que vale a pena;
  • Jogabilidade viciante;
  • Cenas de transformações dos personagens principais em Fada.

Contras

  • Gráficos ultrapassados.Você sente que está jogando no PS3;
  • Melhor descrição das quests;
  • Save Point fixo, tem que ir até o final da Dungeon para dar save.

Gostariamos de agradecer a produtora pelo envio do jogo para Nintendo Switch.

 

AvaliaçãoNota
História 7
Jogabilidade 9
Visual 8
Áudio 8
Replay 9

NOTA FINAL

8.20

Veja também