Análise



Análise | Super Mario 3D All-Stars

A nostalgia chegou às alturas

Eduardo Andrade
03/11/2020 13h01

Em comemoração aos 35 anos de Mario, a Nintendo anunciou uma coletânea de jogos 3D do bigodudo.

Mas será que esses jogos valem a pena, será que envelheceram bem?

Vamos lá…

Super Mario 64


Talvez esse tenha sido um dos jogos que mais joguei de Nintendo 64. Como não havia muitas opções, começava e terminava ele todo o mês.

A versão de Nintendo Switch é mais polida graficamente, Mario 64 não pega a tela toda no switch. Jogar não TV não é muito agradável, diferente do modo portátil. Infelizmente o que mais desagrada no jogo é o controle da câmera, algo que merecia um upgrade. Na época podia ser uma limitação, mas hoje já acostumamos com câmeras melhores em jogos 3D e isso acaba atrapalhando bastante a jogabilidade.

Mario 64 parece que não recebeu muita atenção, o jogo está igual a sua versão original. Mas aquela sensação de nostalgia salva e mesmo com todos esses problemas você ficará grudado no vídeo game querendo pegar todas as estrelas.

Super Mario Sunshine


Esse jogo sempre foi um problema, não curtia ele na época do Game Cube e portanto, não esperava muito para o Switch.

Todos os problemas com câmera continuam presente e o controle também não melhorou.

É importante para coletânea, Mario Sunshine é dos três preferidos do meu filho (5 anos). Ele é mais colorido e brincar com o F.L.U.D.D faz toda a diferença.

Super Mario Galaxy


A menina dos olhos 3D. Super Mario Galaxy já tinha tudo o que precisava. Não esperava nada novo para essa coletânea.

O jogo fica incrível tanto no modo portátil quanto jogado na TV. Galaxy não precisava de nenhuma melhoria, por si só já era incrível e foi sem nenhuma dúvida, um prazer jogá-lo novamente.

Veredito

Super Mario All Star 3D, não é a coletânea que um dos personagens mais conhecidos do mundo merecia de aniversário. Parece uma produção apressada, feita na correria para entregar algo a tempo e não deixar passar em branco.

Poderia ser muito melhor! Mario 64 e Sunshine podiam ter recebido melhorias na jogabilidade. A coletânea poderia ter vindo com mais extras, além da trilha sonora.

Não vou negar que é muito bom jogá-los novamente, mas não chega aos pés do All Stars que tivemos no Super Nintendo, onde o primeiro jogo do Mario parecia um jogo novo de tão bonito que ficou.

Faltou muita coisa nesse jogo, mas não é uma decepção total!