3DSMobilePCPS3PS4VitaWii UXbox 360Xbox OneNINTENDOXBOXBATTLEFIELDMARIOWIIUPRIMEIRA PESSOASMASH BROSYOUTUBEFLIPERAMATORNEIOONLINEHISTóRIASPUCONMIIPOP CULTUREMATTELHOT WHEELSCHILEKING OF FIGHTER 97PC GAMER

Análise



Análise| Super Bomberman R

Diversão para todos

25/06/2018 21h11

Bomberman é uma série bem conhecida e já estabelecida no mercado. Para quem não conhece o jogo é basicamente isso: você controla um personagem em uma arena/grid e tenta derrotar os seus adversários com bombas (está aí o nome).

Em Super Bomberman R nós temos o mais novo jogo da franquia, que inicialmente foi lançado para o Nintendo Switch e agora chegou nas outras plataformas. Poderíamos imaginar que por ser um jogo para uma nova geração ele teria se atualizado e mudado, correto? Bom... não exatamente.


Ele está aí para agradar a todos, dos mais saudosistas até aqueles que queriam alguma mudança e atualização na série. No jogo nós temos duas opções já de início, e eles mudam e muito a forma de jogar, temos a opção Padrão e a Grand Prix.

No modo batalha na opção Padrão nós escolhemos um personagem dos vários disponíveis para competir em uma arena (a sua escolha) contra outros 3 jogadores sejam eles controlados por amigos ou pelo computador, e tudo isso é decidido por você nas opções ao iniciar o modo, aqui vale falar que a única diferença nos personagens, além da aparência, é que alguns tem habilidades especiais e outros não, no mais todos iniciam as batalhas em pé de igualdade quanto a velocidade, número de bombas ou potência delas. Esse modo é o ideal para se jogar com os amigos, pois traz a diversão padrão da série novamente para o nosso console. Todavia, aqui vai uma crítica: a busca por salas online do jogo é ruim (ao menos nas minhas tentativas), pois fiquei um bom tempo esperando alguma e nada, e quando achava era apenas eu e o host durante vários minutos até aparecer alguém, ou seja, ou há poucas pessoas jogando ou o jogo é falho na hora de achar salas.

Já no modo Batalha na opção Grand Prix temos jogos de times contra times (1x1, 2x2 e 3x3), sendo eles multiplayer ou online, podendo escolher no estilo de batalha clássico ou o coleta de cristais. Agora vamos falar da maior diferença entre as opções Padrão e Grand Prix, os stats. Enquanto no Padrão todos estão em pé de igualdade, no Grand Prix tudo fica mais interessante, já que cada personagem tem os seus stats próprios logo de início, o obrigando a escolher o personagem que mais tem a ver com o seu estilo de jogo, já que há personagens que são lentos mas já iniciam com o upgrade de jogar bombas; enquanto outros já começam rápidos e com várias bombas, contudo, sem muita potência nelas. Aqui é onde o jogo brilha para aqueles que querem algo a mais, já que adiciona um bom elemento de estratégia e apego no seu personagem favorito.

Enquanto isso no modo história, que está presente apenas na opção Padrão, temos aquele clássico de sempre. Você joga em uma série de fases no planeta escolhido, e no final enfrenta o chefe dele, após isso você faz a mesma coisa no próximo e assim vai. Aqui os objetivos mudam um pouco dependendo de cada fase, mas nada que fuja muito do que sempre foi feito, já que temos coisas que variam entre matar todos os inimigos no mapa, achar X chaves para abrir o portal, resgatar X personagens, e por aí vai. Não espere nada da história nesse jogo, ela é simples e está lá apenas para cumprir a função de pano de fundo. A dificuldade do modo história é baixa, e ela muitas vezes fica mais por conta de não conseguirmos ver o nosso personagem em chefes maiores, do que a perícia do computador em si.

O controle do jogo é bom, já que não há muito o que alterar mesmo, ele responde bem aos comandos e quase sempre é preciso (salvo alguns casos em que apenas um toque no movimento me fez atravessar um corredor em chamas).

Sonorização e música são duas coisas onde o jogo mais peca, já que são poucas as opções e o resultado final é um jogo que você irá ouvir a mesma coisas várias vezes em uma partida, e muitas vezes será repetido tanto que pode irritar infelizmente (como o som de arremesso de bombas que é repetido a cada 5 segundos).

Vale mencionar que o jogo possui uma loja que utiliza a moeda adquirida no próprio game após batalhas e completar planetas no modo história. Aqui você pode encontrar para compra algumas fases, personagens e itens cosméticos.

Conclusão. Super Bomberman R é um bom jogo, digno do nome dessa franquia que muitos gostam, e para você que procura uma diversão descompromissada com amigos, seja online ou offline, ele vale a aquisição.

A análise foi feita com base no jogo para Playstation 4, porém, ele também está disponível para Switch, Xbox One e na Steam.

AvaliaçãoNota
História 5
Jogabilidade 8
Visual 8
Áudio 5
Replay 9

NOTA FINAL

7.00

Veja também

Parceiros

Monster Hunter World BrasilArena GamerFacebookYouTube