Análise



Análise | Final Fantasy Crystal Chronicles Remastered Edition

O retorno do emblemático clássico

Wagner Alves
19/09/2020 18h15

Lançado originalmente em 2003 para Nintendo GameCube, finalmente temos a volta de um clássico, que se tornou marcante não apenas pelo game em si, mas também pelo contexto no qual foi lançado, já que era o retorno da franquia Final Fantasy aos consoles da Nintendo e reestabelecia o relacionamento da empresa com a Square. Crystal Chronicles é o primeiro de uma saga de spin-offs da Franquia Final Fantasy e ganhou seu remaster, saindo assim da exclusividade e podendo alcançar novo público. Eu pude jogar o game original, mas apenas no single player, já que eu não dispunha de todo material necessário para o multiplayer, mas acessibilidade é o que não vai faltar nesta versão graças ao crossplay entre as plataformas na qual o jogo chegou. Bora conferir como o game ficou.

História

A história de Crystal Chronicles é bem simplória, há 1000 anos o Grande Crystal foi destruído por um meteorito e nele continha um parasita que passou a infectar o mundo com 'Miasma', uma nuvem venenosa com o poder de matar. Os fragmentos do Grande Cristal tem poder de proteção contra o Miasma, então a vida passou a ser ao redor deles, com vilarejos, cidades, castelos e afins, porém este fragmento precisam ter suas energias recarregadas por 'myrrh', um líquido especial gerado por árvores mágicas, cabe então a você montar sua caravana e viajar o mundo atrás de myrrh para manter a salvo seu vilarejo. Neste mundo há quatro raças: os Clavats, com foco na defesa; os Lilties, com foco no ataque; os Yukes com foco na magia; e os Selkies com foco em agilidade. Faça sua escolha e inicie sua aventura. 

Jogabilidade

Quando se fala em Final Fantasy logo se lembra de um RPG Clássico de turnos, mas não é o caso aqui. Somos levados para o lado da ação, onde controlamos o movimento do personagem e suas ações, mas sem perder a essência da franquia. Conosco, carregamos um pequeno fragmento do crystal para nos proteger enquanto estamos fora da vila e assim prosseguimos através do mapa principal, indo direto para as cidades ou dungeons, em algumas transições de mapa passaremos por uma grande concentração de Miasma, neste caso é necessário deixar no fragmento de viagem o elemento necessário para a passagem, são 4 os tipos: fogo, terra, água e vento. Nas Dungeons, se estiver jogando sozinho você terá companhia de um moggle para carregar seu crystal de proteção, já no multiplayer os jogadores deverão se revezar para carregá-lo. Nossa vida é representada por corações, que podem aumentar conforme evoluímos. Temos um único botão de ação e inicialmente quatro slots de ação, no qual duas são imutáveis (ataque e defesa), nos slots restantes você define o que equipar, seja itens ou magias que vão dropando dos inimigos no decorrer de cada fase. As magias são divididas em ataque e suporte, e poderão ser combinadas para gerar novas magias ou versões mais potentes, caso esteja jogando sozinho as combinações serão feitas através dos slots de ação, caso esteja em grupo há a opção de fazer em conjunto, basta cada player conjurar sua magia e soltá-las junto no mesmo alvo. No decorrer da Dungeon você encontrará artefatos que te darão mais força, defesa, magia, corações e até slots de ação, ao terminar a fase você poderá escolher um desses atributos para ficar permanente, caso esteja jogando em grupo será definida uma sequência de escolha de acordo com os objetivos cumpridos na fase, pois não há como dois players pegarem o mesmo artefato da dungeon, a não ser que rejoguem a fase.

Visual e Áudio

Aqui chegamos a um ponto que talvez incomode alguns e não chame a atenção dos jogadores, FF Crystal Chronicles Remastered como o nome já diz é um remaster e não um remake, ele pega os visuais e efeitos antigos e os traz para a alta definição, mesmo assim é visível ver que se trata de um jogo antigo, o que pra mim não foi um problema já que a direção de arte do jogo é lindíssima, o carisma dos personagens e do universo criado aqui é muito bom.

No quesito áudio, eu ressalto a trilha sonora que é sem igual e te ambienta neste universo, ela é a mesma do clássico sendo apenas remasterizada. A novidade fica por conta da dublagem em inglês, que mesmo que algumas vozes destoem dos personagens, é algo que não havia no original, as narrações pré dungeon ainda sem mantém.

Replay

O único ponto favorável do replay deste game é o multiplayer, caso você não seja adepto de jogatinas em coop, o jogo se limitará a ser salvo apenas uma vez (uma com cada raça, se for doido que nem eu) e nada mais. Mas digo pra vocês que o multiplayer faz o game brilhar, embora tenha pontos positivos e negativos, pra começar você não fica preso a acessórios para poder jogar, poderá jogar online com os amigos, seja em qualquer outra plataforma em que o jogo foi lançado, já que ele possui crossplay, porém, não ter um multiplayer local faz muita falta, nem que fosse para dois jogadores. Jogando em multiplayer, ao completar uma Dungeon, todos os quatros receberão os artefatos e itens, mas apenas o host avançará a história, para alguns pode ser um problema, para mim a diversão supera isso e não vejo problemas de intercalar como host com os amigos ou de jogar uma segunda vez.

Veredito

Final Fantasy Crystal Chronicles Remastered Edition é um bom jogo, tem seu valor histórico na indústria, mesmo remasterizado ele pode soar datado por conta dos gráficos, mas é diversão garantida mesmo para quem não é fã da franquia principal de Final Fantasy, recomendo pra quem quer iniciar neste vasto universo, pra quem quer um bom multiplayer com os amigos, enfim, pra quem quer uma boa aventura.

Prós:

  • Visual/Direção de Arte 
  • Multiplayer Crossplay

Contras:

  • Falta de multiplayer local

 

A versão jogada para análise foi a de PlayStation 4 agradecemos a Square Enix pela cópia cedida para análise, o game encontrasse diponível também para Switch e Celular, via Android e iOS.

AvaliaçãoNota
História 6
Jogabilidade 8
Visual 7
Áudio 7
Replay7

NOTA FINAL

7.00

Veja também