Análise



Análise Code Vein

O Anime de Souls que você não esperava

Eduardo Andrade
29/11/2019 15h03

Nunca fui um dos melhores jogadores de Souls, na verdade, estou lá embaixo no rank. Porém, gosto de jogar e adoro passar raiva nesse tipo de jogo. Quando o Code Vein foi anunciado já fiquei de olho. 

As demos deram um pouco de medo, todas que joguei achei extremamente confusas, parecia que a batalha da Bandai Namco em se afastar de Souls, o máximo possível, estava estragando o jogo. 

Mas, aí veio a surpresa da versão final. 


História

Code Vein se passa em um mundo pós apocalíptico, onde boa parte da população foi dizimada por monstros. Para combater esses monstros foram criados os Aparições, que são basicamente, vampiros que precisam de sangue para sobreviver. Teoricamente imortais as Aparições podem sofrer uma espécie de morte onde o corpo é desintegrado, mas após algum tempo voltam a vida com perda de memória do seu passado. 

Nosso personagem entra em uma dessas mortes, retorna sem memória nenhuma do passado e com uma habilidade de obter a memória de outros. Além disso, o sangue do nosso herói tem o poder de restaurar fontes de sangue, que são importante para as Aparições. 


Já falei que se ele tomar o sangue de outra Aparição também aprende os movimentos especiais desses outros personagens? 

O nosso escolhido está solto em um mundo complicado e descobre que um certo Clã do Mal, os Silva, estão transformando a humanidade em rebanho para sobrevivência das Aparições. Então você que sabe muito pouco do que está acontecendo, parte em uma jornada para salvar a humanidade. 


Gameplay 

Code Vein não se diferencia muito dos jogos Souls. Ele tem suas peculiaridades, entretanto, ainda é o mesmo estilo de jogo. Onde todo inimigo é um perigo mortal. 

A grande vantagem que Code Vein leva é a possibilidade de mudar de classe a qualquer momento do jogo. Temos as Dádivas, habilidades de outros personagens que quando adquiridas podem ser trocadas a cada momento. As Dádivas mudam totalmente o modo de jogo, desde um personagem que ataca de longe até um porradeiro que sai caminhando e matando. 

Uma das grandes diferenças é que você poderá sempre andar acompanhado, ou seja, basta escolher um NPC que ele caminhará ao seu lado e ajudará bastante em alguns casos. 

A grande novidade de Code Vein é a customização. Durante a criação do seu personagem você pode escolher cada detalhe e garanto vai gastar muito tempo. 

Áudio e Visual 


Por ser pós apocalíptico em um cenário bem destruído, Code Vein não chama muita atenção. Agumas fases acabam sendo muito iguais e a destruição não ajuda, temos a sensação de se repetitivo. 

A trilha sonora é boa, marcante e a dublagem dos personagens simplismente incrível. Seu companheiro de aventura conversa o tempo todo fornecendo dicas. Tudo muito bem construído. 

Veredito 

Demorei bastante para finalizar, sofri muito nos Boss. Para simplificar achei Code Vein mais fácil, porém com Bosses insanos. 


Ele é divertido e com ótimo Replay, mas difícil. Passei alguns apuros até conseguir finalmente testar o modo online, não chamou muito atenção, no entanto, ainda é melhor que a IA dos companheiros. 


Prós 

  • Customização;
  • Dublagem;
  • Replay. 

Contras 

  • Cenários repetitivos;
  • Dificuldade para jogar online. 

Agradecer a Bandai Namco pelo envio do código de análise para Xbox One. O jogo também está disponível para o PlayStation 4 e o PC. 

 

AvaliaçãoNota
História 8
Gameplay/Jogabilidade 9
Visual 8
Áudio 8
Replay 10

NOTA FINAL

8.60

Veja também