Análise



Análise BlazBlue Cross Tag Battle

Não, não é só mais um crossover de luta

Eduardo Andrade
30/07/2018 19h30

Antes de começar, farei uma análise um pouco diferente. BCTB (BlazBlue Cross Tag Battle) conta com um incrível modo história que é dividido em episódios, mas infelizmente não posso falar muito sobre esse modo.

Sobre o jogo


BlazBlue é uma série de jogos desenvolvido pela Arc System Works. Conhecido entre os jogos de luta por ter uma dificuldade um pouco acima do normal, não que seja difícil, porém possui um gameplay mais avançado.

Para esse, a Arc System Works facilitou a maneira de jogar. Lembra muito o Dragon Ball FighterZ que também é da Arc System Works. Os combos são executados com apenas um botão, além de contar com golpes especiais.

O jogo tem apenas cinco botões, são eles: executa um combo com seu aliado, chama seu aliado, troca de personagem, ataque fraco e por último, ataque forte que, apertado repetidamente executa combos.

Você pode jogar de uma maneira simplista, executando combos e especiais o que já garante a diversão, contudo, para ficar ainda melhor, o jogo tem algumas técnicas avançadas que exigirá um pouco de tempo para adquirir uma certa maestria. 


Em BCTB podemos escolher dois personagens que podem ser usados como ajudantes durante a batalha ou para trocar e deixar um deles descansar.

Pode parecer que mesmo simples o jogo continua complicado, mas nada que, algumas horas praticando e aprendendo o tutorial não te faça um bom jogador.

O Crossover

BlazBlue Cross Tag Battle conta com um inusitado crossover e para deixar o jogo ainda mais atrativo temos as seguintes séries:

Blazblue

Nada mais justo que os donos do jogo aparecer.

Persona 4

Além do RPG de 2008 para PlayStation 2 (caramba faz tempo). Persona 4 ganhou alguns jogos de luta feitos pela Arc System Works. Persona 4 Arena em 2012 e Persona 4 Arena Ultimax 2013. 


RWBY

A grande surpresa do jogo. RWBY é uma série animada produzida pela Rooster Teeth que está disponível no YouTube no link.

 

Under Night In-Birth 

Esse, por sua vez, é um jogo de luta muito parecido com BlazBlue, criado pela French-Bread e em algumas partes do mundo distribuído pela Arc System Works.

Com todos esses pontos interligados, BCTB tem uma variedade legal de personagens e alguns ainda, chegam como DLC (alguns gratuitos).


Áudio e Visual

BlazBlue sempre tem um visual incrível, até parece que você está jogando um anime. Com personagens bem trabalhados, não foge da regra é simplesmente incrível.

A trilha sonora conta com algumas batidas pesadas que já é característica do estilo da série.

Chegamos ao Veredito

Joguei a versão de Nintendo Switch e a possibilidade de dividir o Joy Con proporcionou uma experiência muito agradável. Jjá o online conta com o sistema de Lobby igual o de Dragon Ball FighterZ e muito mas lag.

O jogo tem uma incrível jogabilidade local e para por aí. Todas as minhas tentativas online foram frustradas.

Prós

  • Visual impecável;
  • Crossover natural sem personagens forçados; 
  • Jogabilidade simplificada, foi uma ótima adição ao jogo.

Contras

  • Online infelizmente é uma decepção;
  • Menus confusos;
  • Sistema de lobby igual Dragon Ball FighterZ.

Agradecemos a distribuidora do jogo PQube, que nos enviou uma cópia de Nintendo Switch para a realização dessa análise.

Confira um pouco do gameplay do jogo com alguns golpes especiais:

AvaliaçãoNota
História 7
Jogabilidade 9
Visual 9
Áudio 9
Replay 7

NOTA FINAL

8.20

Veja também